Zé Leonel confirma rompimento com prefeito de Mulungu, “a pior coisa que existe é ingratidão”

O ex prefeito Zé Leonel e pai do atual vice prefeito de Mulungu Diego Moura confirmou o rompimento de seu grupo político com o atual prefeito Melquíades Nascimento, segundo o líder político, se seu grupo não estivesse no processo a situação da reeleição de Melquíades seria difícil e não concorda com a injustiça de não reconhecer aqueles que ajudaram há colocar onde o prefeito está. A declaração foi proferida em uma entrevista concedida na última sexta-feira (01) na rádio Cultura FM de Guarabira, “o prefeito até em tom de deboche deu a entender a população que Zé Leonel estava exigindo 20 cargos e 2 secretarias, eu recebi em minha casa a visita de Ribeiro que era a pessoa designada pelo prefeito, ele me apresentou uma proposta de participação dentro da gestão, recebi a proposta de apresentar 15 membros do nosso grupo pra fazer parte da gestão, o prefeito só cometeu a besteira de dizer que faço política velha, existe uma coisa chamada ingratidão, isso é uma palavra muito forte que machuca até na alma”, disse Leonel.

O ex gestor mulunguense fez um verdadeiro balanço dos bastidores da campanha passada, Leonel foi contundente ao afirmar que na reta final da campanha tinha 5 pesquisas encomendadas, a última delas apontava empate técnico onde na ocasião teve que decidir jogar tudo pra não ter um resultado negativo, “o adversário de Melquíades era ele mesmo, o gestor público tem que ter sintonia de relacionamento com o povo e ele não teve, em determinados momentos, o prefeito ficava me esperando pra fazer as visitas, se eu não viesse não saiam, não porque sou melhor que ninguém e sim porque eu tinha mais facilidade de lidar com as pessoas”, pontuou Leonel que na ocasião assim que o resultado das eleições saiu e o novo governo começou, o prefeito cortou toda ligação com seu grupo e disse que não tinha compromisso nenhum, o compromisso era antes da eleição.

Zé Leonel não é o primeiro e ao que parece não será o último aliado a romper com o atual gestor de Mulungu, aliás esse histórico já vem desde o primeiro mandato de Nascimento, na ocasião o vice prefeito eleito a época Renato Macedo rompeu com o chefe do executivo antes mesmo da diplomação. Outro a pular fora ainda também na gestão anterior foi o vereador Ninha que militou toda campanha de Melquíades, já nesta nova gestão o vereador Léo Moura até então aliado e defensor ferrenho do prefeito Melquíades, também entrou pra o time dos “excluídos” do atual gestor.

eu fui a pessoa que colocou Melquíades na política de Mulungu em 2012, ele admite isso

Zé Leonel

Durante a entrevista Zé Leonel reiterou seu apoio ao trabalho da deputada Camila Toscano, principalmente pelo empenho que a parlamentar tem para com a cidade de Mulungu, onde mesmo sendo oposição ao governo do estado tem conquistado emendas para o município. A Tucana por sua vez, fez questão de participar e ser solidária com o vereador Léo Moura e Zé Leonel, “participo hoje da Cultura FM por um motivo muito especial, poder desfrutar da amizade que tenho com Zé, ele que sempre foi um grande amigo de meu pai Zenóbio, no qual sempre falou da admiração que tinha por Zé Leonel na forma de ser político, rechaço tudo que foi dito pelo prefeito de Mulungu que em apenas 8 meses já dá as costas a esse grupo que o ajudou a se reeleger, eu não faço política dessa forma deixando de lado aqueles que nos ajudaram”, disse Camila.

Pelo que estamos vendo esta lista de rompimentos só tende a aumentar, uma vez que, se em seu primeiro mandato o prefeito Melquíades não fez esforço algum para dialogar e manter sólida sua base, imagina nesse novo mandato no qual Nascimento não irá disputar um novo pleito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *