Vereador de Cuitegi classifica como arbitrariedade após ter fala cassada pelo presidente da câmara

O vereador Raul Meireles (PSDB) integrante da bancada de sustentação do governo municipal de Cuitegi, teve sua fala cassada em duas sessões da câmara de vereadores. Decisão que foi tomada pelo presidente da casa Jailson Pereira (Cidadania) que faz parte da bancada de oposição.

Meireles lamentou a atitude tomada pela presidência da casa que por sua vez alegou que o parlamentar tinha chamado os vereadores de oposição de burros, “a explicação do presidente para ter cassado minha fala foi que eu teria chamado eles de burro, em nenhum momento os chamei de burro, eu falei e volto a dizer que quando a câmara destinou um recurso que era para compra de veículos para a saúde e transferiram esse dinheiro para uma UBS que já está concluída, que já tem recurso para os equipamentos, a câmara está cometendo uma burrice”, pontuou.

quando eu disse que os vereadores de oposição retiraram R$ 40 mil do gabinete do prefeito na LOA e passaram para câmara, tenho documentos que comprovam

Raul Meireles

O vereador afirmou que esse foi um ato de pura arbitrariedade, uma espécie de abuso de poder por parte do presidente da casa, “acho que é um ato arbitrário do presidente, um abuso de poder, acho que ainda está em tempo dele rever e usar a democracia”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *