DECISÃO TOMADA: Romero Rodrigues confirma que será candidato a deputado federal em 2022

O ex prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD), finalmente quebrou o silêncio e se posicionou a respeito se seu futuro político em 2022, o ex gestor emitiu uma carta confirmando seu desejo de colocar seu nome para disputa por uma vaga na câmara federal. Rodrigues afirmou que trata-se de uma estratégia alinhada com a executiva nacional do partido, presidido pelo ex-ministro Gilberto Kassab.

Com essa decisão tomada, coloca-se em definitivo um fim na espera do partido PSDB na Paraíba, que ainda contava com um possível aceno de Rodrigues para uma pré candidatura ao governo do estado pelas oposições. Mesmo com chances remotas, os tucanos ainda contavam com essa possibilidade onde agora deve crescer ainda mais a ventilação em volta do nome do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), para se apresentar como pré candidato ao executivo estadual.

As perguntas e dúvidas envolvendo o nome de Romero não chegaram ao fim, a grande questão levantada de momento é se ele irá marchar com as oposições, ou se decidirá compor junto ao grupo do governador João Azevedo.

VEJA A CARTA:

Aos amigos paraibanos

Nas últimas semanas, houve um intenso e crescente interesse da mídia em relação ao meu nome no Estado com vistas às eleições 2022. Mesmo considerando prematuros o debate e as pressões em torno de definições, com base no tempo das instituições, encaro como um fenômeno inerente ao jogo democrático. O que efetivamente considero como mais importante: em nenhum momento, abri mão de meus princípios e de meu estilo de exercer a política – que tem como base o diálogo, o respeito ao contraditório e o interesse público, com prioritária atenção à cidade que sempre será meu porto seguro e pela qual tenho respeito, gratidão e compromisso: Campina Grande.

A praticamente um ano do próximo pleito, estive diante de vários caminhos possíveis e desafios concretos. Como é meu padrão, faço sempre questão de avaliar as possibilidades ouvindo minha família, meus amigos, aliados políticos e o sentimento das ruas. Já fui vereador, deputado estadual, deputado federal e prefeito pela vontade do povo. Graças a Deus, encerrei dois mandatos seguidos na Prefeitura de Campina Grande num nível de aprovação que, longe de me envaidecer, só aumentou minha responsabilidade com nossa terra e nosso povo. Tenho orgulho desse legado, que não pertence a mim, mas a milhares de pessoas de bem que contribuíram comigo ao longo de todos esses anos.

Há mais de 30 anos, tenho sido leal, solidário e me comportado, com muito orgulho e nenhum arrependimento, como um soldado ou aliado de um grupo político que, como tantos outros, conheceu a alegria e o bônus das vitórias, mas também o sabor amargo e o ônus das derrotas nas urnas. Normal. Quando se prevalece a soberania do voto popular, os resultados são sempre pedagógicos.

Com paciência e responsabilidade, tenho avaliado as possibilidades legítimas sob vários ângulos. Dentre estes, pesa a minha honrosa missão de presidente do Partido da Social Democracia (PSD) na Paraíba – o que naturalmente me impõe desafios na consolidação e avanços nos espaços da legenda no pleito 2022. Compromisso que venho tratado diretamente com o amigo e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, que tem a cada dia me surpreendido por seus crescentes gestos de atenção e lealdade.

Portanto, dentro de uma estratégia amadurecida e alinhada com os planos nacionais do PSD, anuncio a decisão de colocar meu nome como uma alternativa à Paraíba para a Câmara Federal no próximo ano. Mais um grande desafio para a minha vida pública, que encaro com determinação, fé em Deus e sob a soberana vontade do povo.

Aliás, por último, não poderia deixar de registrar aqui um misto de alegria e tristeza que emerge dessa minha fase de praticamente um ano de peregrinação e conversas no Estado, como pré-candidato a Governador. Alegria pelas incontáveis manifestações espontâneas de carinho, solidariedade e apoio a esse sonhado projeto de qualquer homem público paraibano de chegar ao Palácio da Redenção. Tristeza porque muitos fatores, que independeram de minha vontade, contribuíram para uma mudança de rota e adiamento do sonho.

Peço desculpas, humildemente, a todos que acalentaram comigo esse sonho adiado. Gostaria muito um outro desfecho para este capítulo de minha vida, mas sempre entendi uma verdade: não é sábio se impor contra o destino e os desígnios de Deus. A vida segue. E, desde que mantenhamos a cabeça erguida, o espírito pronto e os princípios firmes, é só uma questão de tempo alcançarmos nossas metas. Muito obrigado a todos e que o Senhor continue a nos guiar em nossa jornada.

Romero Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.