Raniery defende que MDB convide João para filiação ao partido e diz que tentará apaziguar ânimos entre Vené e Azevêdo: “Criar um fortalecimento nessa relação”

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB), presente no evento em Campina Grande que gerou o mal-estar do grupo do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) com o governador João Azevêdo (Cidadania), depois de a esposa do senador, a secretária estadual de Articulação e Desenvolvimento Municipal, Ana Cláudia Vital (Podemos), se retirar da solenidade por não ter sido convidada para compor a mesa, disse que fará de tudo para apaziguar o clima entre ambos. Raniery inclusive defendeu que o MDB convide João Azevêdo para se filiar ao partido.PUBLICIDADE

Em entrevista ao Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan, Paulino disse que tentará promover um diálogo entre Azevêdo e Veneziano para que ambos esclareçam o ocorrido na manhã desta sexta-feira (8) na Rainha da Borborema.

“Minha função é contemporizar. Eu vou tentar promover um encontro do senador Veneziano, meu presidente de partido, com o governador João Azevêdo. Seja na minha residência, ou onde preferirem, para a gente tomar um café e cada vez mais criar um fortalecimento nessa relação, uma relação institucional boa, a propósito”, disse.

Eleições 2022

Raniery foi perguntado também se enxerga dificuldades em uma possível aliança de MDB, comandado por Veneziano, e Progressistas, comandado pelo deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), rivais políticos em Campina Grande, para juntos apoiarem João Azevêdo. Em sua visão, existe sim essa dificuldade, principalmente na Rainha da Borborema.

“Existe sim dificuldades de relacionamento em Campina Grande. A cidade é a base eleitoral de Veneziano, da família Ribeiro, e a gente sabe que existe incompatibilidade, mas há também possibilidade de diálogo”, respondeu.

Paulino foi além e disse que o ‘cenário ideal’ para o MDB nas eleições de 2022 seria convidar o governador João Azevêdo a se filiar ao partido.

“Claro que com todo o respeito que eu tenho ao Cidadania, mas se eu fosse o presidente do MDB eu estaria convidando o governador João Azevêdo para se filiar nele. Talvez o governador tenha dificuldade partidária em virtude do cenário nacional”, seguiu. Ele afirmou que irá sugerir essa tese na próxima reunião da executiva estadual do partido.

Por fim, ele voltou a falar da relação entre Veneziano e João e afirmou que, pelo menos em seu entendimento, ambos estarão juntos em 2022.

Fonte: Polêmica PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *