Policial

Radialista paraibano é condenado à prisão por estupro de menina

O radialista Josinaldo Procópio Ramos foi condenado a sete anos e seis meses de prisão por estupro de vulnerável. Conforme a sentença, emitida pelo juiz Paulo Sandro Gomes de Lacerda, a pena será cumprida em regime semiaberto no presídio do Serrotão, em Campina Grande.

A vítima do radialista foi a enteada dele, que na época do crime tinha seis anos, mas os abusos se estenderam por três anos e ocorriam enquanto a mãe da criança dormia, entre os anos de 2006 e 2009.

Os abusos foram denunciados pela vítima, no ano de 2021, e o processo seguia em segredo de justiça.

Na decisão judicial é citado que as declarações da criança são ricas em detalhes e tão precisas que, apenas quem passou pelo abuso conseguiria descrever. O magistrado citou, em sua decisão, que a dor da vítima poder ser sentida em seu depoimento. Além disso, uma parente flagrou o abuso ocorrendo.

O radialista argumentou ser vítima de perseguição e que iria recorrer da decisão.

MaisPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.