QUARTA-FEIRA DE TERROR: Com impasse entre PM e Governo do Estado ataques de criminosos aumentam na Paraíba

Desde que iniciaram as movimentações em forma de protestos da Polícia Militar perante ao governo do estado da Paraíba, onde na pauta os militares cobram paridade dos policiais. No entanto, até agora não houve avanço nas negociações com a categoria.

Esse impasse tem gerado uma preocupação muito grande no que diz respeito a segurança dos cidadãos paraibanos, isso porque é notório o aumento de ações da bandidagem em todo o estado. No último final de semana, foi registrado um tiroteio em praça pública na capital João Pessoa, houve também o registro de um ônibus da linha 303 incendiado na capital.

Nesta quarta feira (26), a onda de violência voltou a todo vapor em várias regiões do estado, na grande João Pessoa por sua vez, meliantes invadiram um consultório e assaltaram pacientes que aguardavam atendimento. O Vale do Mamanguape também virou alvo dos criminosos na madrugada desta quarta, na cidade de Capim uma casa lotérica foi arrombada, a ação foi realizada na parede lateral do estabelecimento. Já na tarde desta mesma quarta feira, a cidade de Sapé na Zona da Mata entrou na mira da criminalidade, câmeras de segurança registraram a ação de dois assaltantes quando adentram na loja e anunciam o assalto levando vários aparelhos.

Assalto a loja de celulares em Sapé

Mas o fato mais violento registrado neste dia 26, foi a ação de uma quadrilha que aterrorizou a cidade de Picuí e explodiram a agência do Banco do Nordeste,

 Na ação criminosa um posto de combustíveis foi assaltado e pessoas foram feitas reféns. O impacto da explosão destruiu completamente a agência e danificou casas e comércios vizinhos. Vários tiros foram efetuados pelos bandidos durante o ataque para intimidar a população.

Conforme testemunhas, pelo menos três veículos foram utilizados. Enquanto parte do grupo atacava a agência bancária, outra se concentrou nas entradas da cidade e avenidas principais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.