Presidente do TCE orienta gestores sobre excesso de servidores temporários

Às vésperas da divulgação do edital para o concurso público da Polícia Civil, o governador João Azevêdo (Cidadania) recebeu alerta do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) para adoção de medidas de prevenção ou correção em processos de contratação de servidores temporários. 

O levantamento do órgão fiscalizador apontou 28.996 servidores contratados por excepcional interesse público. 

Durante entrevista à rádio Jovem Pan João Pessoa, nessa sexta-feira (24), João Azevêdo disse que a gestão estadual prepara três editais para novos concursos públicos, com previsão de publicação até o fim deste ano.

Sobre o assunto, a Jovem Pan João Pessoa procurou Fernando Catão, presidente do TCE-PB. O conselheiro conversou com o jornalista Daniel Lustosa sobre a análise que identificou os excessos. “Temos observado que estados e municípios têm abusos. O Tribunal vai acompanhar isso mensalmente”, disse.

A entrevista completa com Fernando Catão será transmitida na próxima segunda-feira (27), no Jornal da Manhã, às 7h, na rádio Jovem Pan João Pessoa.

Outra preocupação destacada pelo presidente do Tribunal de Contas durante a entrevista foi com as empresas que prestam serviço a gestões públicas, mas não têm regularidade fiscal. O assunto entrou em pauta relacionado às empresas de comunicação. “O que estamos querendo é deixar a relação mais clara. Através de alguns portais se faz uma política politiqueira que precisa ser combatida”, disse.

Fonte: Portal T5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *