GeralNewsSaúde

Presidente do Instituto Padre Zé diz que idosos sofrem com abandono de familiares, chama população para visitas e faz apelo por ajuda

O diretor-presidente do Hospital Padre Zé, padre Egídio de Carvalho Neto, em entrevista ao programa Arapuan Verdade (4), destacou que a instituição enfrenta desafios para manter a estrutura e falou do abandono familiar que a maioria dos idosos passa. 

“A média da presença da família é mínima, o que não deixa de ser um abandono. Isso é muito triste, ver o idoso olhando para a porta e saber que está esperando e que o filho não aparece. Nós telefonamos, fazemos vídeo chamadas para amenizar a tristeza nos idosos. A presença é uma coisa mínima, por isso ficamos tristes em ver a espera de muitos idosos em receber alguma visita “, explicou. 

Ele destacou um caso de um filho que veio do Sertão para acompanhar o pai. “O filho mais velho vendeu o roçado em Cajazeiras e veio embora cuidar do pai dele. Só foi embora quando o pai morreu. As pessoas do interior tem os laços muito forte. Na capital as pessoas parece que vão perdendo esses laços”, refletiu.

Padre Egídio afirmou que o Hospital Padre Zé é referência em saúde pública da Capital. Ele destacou que mais de 90 idosos são acompanhados pela instituição. 

“Desses 95 pacientes internos, apenas 28 são acompanhados por seus familiares e ainda desse número, 25 vem do interior acompanhar seus pais. Os laços familiares são muito mais fortes. O filho é capaz de deixar a roça, de deixar tudo para acompanhar seus pais”, destacou o padre como acompanhou o ClickPB.  

Ainda segundo Padre Egídio, atualmente o Hospital Padre Zé tem uma estimativa de internos sendo sua maioria com mais de 60 anos. “Temos 73 pacientes. Desses que estão internos 7 foram completamente abandonados pela família”, destacou convidando a população para visitar a instituição. 

Fonte: Click PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.