Esportes

Presidente do Botafogo-PB pede que torcida adote coro de ‘ladrão’ contra árbitro

O Botafogo-PB tem um confronto crucial contra o Confiança neste sábado (19), pela Série C do Campeonato Brasileiro, no Almeidão, em João Pessoa. Um empate no duelo garante ao Belo a passagem à próxima fase da Terceirona, impulsionando o sonho do acesso. O presidente do clube, Roberto Burity, acrescentou um pedido peculiar ao panorama. Ele expressou o desejo de que a torcida adote um coro contra o árbitro escalado para o jogo, José Mendonça (CBF-PR), referindo-se a ele como “ladrão”.

Segundo o ge, as preocupações do clube com o desempenho do árbitro não surgem do nada, elas estão baseadas em duas atuações passadas do juiz na Série C, ambas em jogos envolvendo o Botafogo-PB. Um desses episódios remonta a 2018, quando o árbitro anulou quatro gols do Belo durante um confronto contra o Salgueiro. Todos esses lances foram assinalados como impedimento pelos árbitros assistentes da partida, sendo que o árbitro principal acatou as decisões desses assistentes. A outra foi contra o Paysandy, em 2021.

“Vou pedir à torcida do Botafogo-PB: quando o árbitro entrar em campo, vamos dar uma vaia de 10 mil pessoas. Mas vamos ser educados, não vamos jogar nada em campo para não prejudicar o Botafogo-PB. Mas esse merece. Não só contra o Salgueiro, mas ele já prejudicou o Botafogo-PB na segunda partida contra o Paysandu (na Série C de 2021). O nome dele é Mendonça, então a torcida tem que gritar “Mendonça ladrão”. Acho que ele veio para cá para tumultuar o negócio e evitar que o Botafogo-PB fique no G4. Isso é pau mandado”, disse Burity à Rádio Pop.

Wscom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.