Geral

PF fará depoimentos simultâneos para ‘testar’ falas de Cid e questionar Bolsonaro

Nesta quinta-feira (31) a Polícia Federal interroga, de forma simultânea, o ex-presidente Bolsonaro, seu ex-ajudante de ordens, Mauro Cid, além de outras seis pessoas. A estratégia é testar falas anteriores de Cid e questionar o ex-presidente no caso das joias.

Mauro Cid prestou depoimento por mais de mais de 10 horas para a PF na última segunda-feira e a expectativa é que ele tenha apresentado novas provas no caso das joias.

Vão prestar depoimento ao mesmo tempo: Jair Bolsonaro; Michelle Bolsonaro, ex-primeira-dama; Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro; Mauro Lourena Cid, pai de Cid, general da reserva que foi colega de Bolsonaro na Aman; Frederick Wassef, advogado de Bolsonaro; Fabio Wajngarten, ex-chefe da comunicação do governo Bolsonaro; Marcelo Câmara, assessor especial de Bolsonaro e Osmar Crivellati, assessor de Bolsonaro.

Na sexta-feira (11), a Polícia Federal deflagrou a operação Lucas 12:2, sobre a suposta tentativa de aliados do então presidente Jair Bolsonaro de vender ilegalmente presentes dados ao governo por delegações estrangeiras.

MaisPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.