Paraíba

Na Paraíba, Rui Costa reage a críticas sobre obras paradas e garante conclusão do PAC

O ministro da Casa Civil da Presidência da República, Rui Costa, esteve em João Pessoa nesta terça-feira (12) para lançar a nova etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), pacote que prevê investimento de R$ 36,8 bilhões em obras e serviços na Paraíba.

Durante o evento, Costa reagiu a críticas pelo não cumprimento de ações desenvolvidas em outras etapas, a exemplo quando o PAC foi lançado no primeiro mandato de Lula (PT) na Presidência.

“A garantia que nós damos agora é que vamos monitorar as obras, aproximando de quem bota a mão na massa. É o diálogo permanente que vai fazer com que as obras tenham andamento. Com o pagamento no tempo correto. A garantia de uma licitação correta”, afirmou.

Ainda na fala, o ministro criticou, sem citar o nome do Jornal Nacional, a cobrança feita por parte da imprensa para a conclusão das obras. Ele se referiu a uma reportagem veiculada na TV Globo com base em dados do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontam problemas na execução do PAC.

“Muitas vezes, a imprensa repete coisas, mas onde está o fundo da informação? A gente não acha. Uma rede nacional, no jornal da noite, publicou o percentual do PAC que não foi concluído. Peguei o telefone e liguei para ministra Míriam Belchior para saber se ela conhecia essa número. Fomos até o TCU e não encontramos…. a execução do PAC 2 foi razoável. Quando tiraram a Dilma Rousseff, pararam os recursos, como os enviados para o metrô de Salvador. É por isso que as obras pararam. Na maioria das vezes, houve problemas no pagamento”, frisou.

PAC na Paraíba 

Lançado em agosto pelo presidente Lula (PT), a nova etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) prevê R$ 36,8 bilhões em investimentos públicos e privados para diversas ações.

Dentre as obras autorizadas por Lula, estão o novo Hospital de Clínicas e Traumatologia do Sertão da Paraíba, em Patos, investimentos na Adutora do Brejo, Transparaíba – Ramal Curimataú / 2ª Etapa – 182 km, Ramal do Piancó, e ações para rodovias federais, a exemplo da triplicação da BR-230 entre Cabedelo e João Pessoa. Veja a divisão das obras por setor:

Abastecimento e Recursos Hídricos: 

  • 2ª Etapa do Sistema Adutor Abiaí-Papocas;
  • Ampliação da Capacidade de Bombeamento do Eixo Norte – 25 m³/s;
  • 3ª Adutora do Sistema Integrado de Campina Grande – 23 km;
  • Adutora do Brejo – 40 km;
  • Adutora Transparaíba – Ramal Curimataú / 2ª Etapa – 182 km;
  • Ramal do Piancó – 19 km;
  • Recuperação do Reservatório Acauã – 253 milhões de m³;
  • Recuperação do Reservatório Acauã – 253 milhões de m³;
  • Adutora do Pajeú – 2ª Fase / 2ª Etapa – 193 km;
  • Adutora do Pajeú – 2ª Fase / 2ª Etapa – 193 km;
  • Concessão de saneamento básico – estudos de concessão de esgotamento sanitário
    • João Pessoa, Alagoinha, Alhandra, Aracagi, Areia, Baía da Traição, Bayeux, Belém, Borborema, Caaporã, Cabedelo, Caiçara, Caldas Brandão, Capim, Conde/Jacumã, Cruz do Espírito Santo, Cuité de Mamanguape, Cuitegi, Curral de Cima, Duas Estradas, Guarabira, Gurinhém, Ingá/Pontinha, Itabaiana, Itapororoca, Itatuba, Jacaraú, João Pessoa, Juarez Távora, Juripiranga, Lagoa de Dentro, Logradouro, Lucena, Mamanguape, Marcação, Mari, Mataraca, Mogeiro, Mulungu, Pedras de Fogo, Pedro Régis, Pilar, Pilões, Pilõeszinhos, Pirpirituba, Pitimbu, Riachão do Poço, Rio Tinto, Salgado de São Félix, Santa Rita, São José dos Ramos, São Miguel de Taipu, Sapé, Serra da Raiz, Sertãozinho, Sobrado, Aparecida, Belém do Brejo do Cruz, Bernardino Batista, Bom Jesus, Bom Sucesso, Bonito de Santa Fé/Viana, Brejo do Cruz, Brejo dos Santos, Cachoeira dos Índios, Cajazeiras/Engenheiro Ávidos, Carrapateira, Catolé do Rocha, Jericó, Joca Claudino, Lagoa, Lastro, Marizópolis, Mato Grosso, Monte Horebe, Nazarezinho, Paulista, Poço Dantas, Poço de José de Moura, Riacho dos Cavalos, Santa Cruz, Santa Helena, São Bento, São Domingos, São Francisco, São João do Rio do Peixe, São José da Lagoa Tapada, São José de Piranhas, São José do Brejo do Cruz, Sousa, Triunfo, Uiraúna, Vieirópolis e Vista Serrana.
  • Esgotamento Sanitário:
    • João Pessoa: Implantação do SES nos bairros Valentina Figueiredo, Praias do Seixas e Penha, Bairro José Américo, Colibris e Água Fria;
    • Areia: Ampliação do SES;

Transporte:

  • Obras nos Aeroportos de João Pessoa, Campina Grande e Patos, com a reforma e ampliação de pista, terminal de passageiros, cerca operacional e equipamentos;
  • Duplicação da BR-230 entre Campina Grande e Farinha;
  • Triplicação da BR-230 entre Cabedelo e Oitizeiro, em João Pessoa;
  • Adequação da BR-230/PB – Patos – Cajazeiras;
  • Construção da Alça Oeste de Patos – BR-230/361/PB;
  • Estudos para concessão de trechos das BRs 101 e 230 na Paraíba;
  • Estudo para concessão da malha ferroviária na Paraíba;
  • Obras e investimentos para o Transporte Ferroviário de João Pessoa;

Saúde: 

  • Novo Hospital de Clínicas e Traumatologia do Sertão Paraibano;
  • Retomada e conclusão de obras em Unidades Básicas de Saúde de Alhandra, Casserengue, Cruz do Espírito Santo, Diamante, Fagundes, Frei Martinho, Itabaiana, Nova Palmeira, Pilões, Puxinanã, Santa Rita, São José de Piranhas e São Sebastião de Lagos de Roça;
  • Equipamentos para ampliação da capacidade dos LACEN, LAFRON e LMSP;

Educação: 

  • Retomada e conclusão de obras – creche, escola, quadra e cobertura de quadra em diversos municípios paraibanos;
  • Retomada e conclusão de obras nas Universidades Federais da Paraíba e Campina Grande, em João Pessoa, Campina Grande e Cajazeiras;
  • Equipamentos para pesquisa agropecuária na Embrapa Algodão;

Moradia: 

  • Programa Periferia Viva – Urbanização de Favelas
    • Rio Sanhaua Ilha do Bispo;
    • Comunidade Saturnino de Brito;
    • Comunidade Maria de Nazaré;
    • Comunidade Maria de Nazaré;
    • Bairro São José;
    • Bodocongó;
    • Bairro Novo Horizonte;
  • Construção de novas 2,8 mil casas através do Programa Minha Casa, Minha Vida;

Tecnologia: 

  • 488 km de rodovias federais conectadas;
  • Fibra óptica – backhaul – implantada em 66 municípios;
  • 3.836 escolas conectadas;v

MaisPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.