Mercado de TIC de J.Pessoa cresce forte e quer participar do Parque Tecnológico “Horizontes de Inovação”

João Pessoa como capital próxima de 1 milhão de habitantes há tempo convive com crescimento, em especial da modernidade representada na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, registrando a expansão do setor de inovação, tanto que já desfruta das articulações da SUCESU-PB para representar inúmeras reivindicações de fomento ao segmento. Esta é a sintese da Entrevista Exclusiva para o Portal WSCOM com o presidente da SUCESU, empresário Tarcisio Ferreira Grilo Junior abordando detalhes sobre a realidade da área nos últimos dias olhando para o futuro.

Eis a integra da Entrevista:

Qual sua análise sobre o mercado de TI de João Pessoa de alguns anos para cá na direção do futuro?

TARCISIO FERREIRA – O segmento de TI na Paraíba continua em desenvolvimento, seguindo a tendência nacional de crescimento. João Pessoa possui 343 empresas de TIC, segundo informações da prefeitura municipal, esperamos a abertura de novos empreendimentos com as ações que estão sendo trabalhadas com o setor produtivo privado juntamente com a academia e com os governos municipal, estadual e federal.

Como a pandemia impacta?

TARCISIO FERREIRA – O ano de 2020, em virtude da pandemia causada pela COVID-19, evidenciou a importância do seguimento de TI para os negócios. Ocorreu a inclusão digital de milhares de pessoas que, de um momento para o outro, passaram a utilizar plataformas online para todos os tipos de serviços que normalmente eram realizados pessoalmente, assim os negócios digitais foram impulsionados e as empresas de soluções tecnológicas cresceram tanto.

Estando à frente do projeto Paraíba Digital. Qual o maior desafio?

TARCISIO FERREIRA – O maior desafio do Polo Paraíba Digital é ser, até 2030, um ecossistema integrado, colaborativo, gerador de negócios e indutor de um novo modelo de desenvolvimento para o estado da Paraíba. Para isso, reunimos empresas dispostas ao desafio e iniciamos 2020 com a elaboração de alguns projetos que foram submetidos ao Ministério do Desenvolvimento Regional e obtivemos êxito em um deles.
Com essa ação bem sucedida, temos o primeiro projeto aprovado que terá a coordenação da Universidade Federal da Paraíba para capacitação de 300 profissionais de 60 empresas paraibanas em Ciência de Dados e Inteligência Artificial objetivando a criação de novos produtos na área de Cidades Inteligentes (smart cities) e Agronegócios (agrotech).
Este projeto também contempla a realização de um mapeamento das empresas de base tecnológica da Paraíba, estudo este inédito, que vai proporcionar a realização de um raio-x do ecossistema tecnológico paraibano e a criação de políticas públicas direcionadas às necessidades do empresariado local.

Como os governos e autoridades tratam os movimentos e personalidades do setor de TI?

TARCISIO FERREIRA – O segmento tem buscado ampliação no acesso aos governos em todas as esferas, como tem se empenhado a SUCESU-PB. Conhecemos os problemas enfrentados pela classe produtiva e os desafios diários para fazer uma boa gestão comercial e proporcionar crescimento no mercado.Os parques e polos tecnológicos são importantes instrumentos para ajudar o empresário a inovar e criar novos produtos e serviços, e para isso o gestor público deve ter a sensibilidade de ouvir quem está no dia a dia lutando para permanecer ativo e contribuindo para o crescimento local.

Quais os maiores interesses do setor?

TARCISIO FERREIRA – É importante para o segmento de TI local ter voz ativa e participação efetiva nas ações governamentais em tecnologia, estamos prontos para somar esforços, maximizar e potencializar os resultados.

Como as empresas de TI aguardam as ações para implantação do Parque Tecnológico no Centro Histórico de João Pessoas e o que pretendem produzir para o futuro?

TARCISIO FERREIRA – A SUCESU-PB, representante de empresas e usuários de tecnologia, iniciou um diálogo com os gestores do Poder Público Estadual, ratificando o compromisso com a nossa sociedade no sentido de somar esforços para o crescimento da Paraíba na área de tecnologia, buscando a união e o desenvolvimento de todos.
Pretendemos colaborar com projetos para o desenvolvimento das empresas paraibanas, estimulando a criação de startups e colaborar na formação de mão de obra especializada.

O que significam a SUCESU e o EXTREMOTEC para o presente e futuro do segmento?

TARCISIO FERREIRA – A SUCESU PB atua de forma relevante na articulação de parcerias institucionais e na elaboração de políticas públicas para o desenvolvimento do ecossistema tecnológico paraibano.A SUCESU PB faz parte do Comitê Gestor do Polo de Tecnologia Extremo Oriental das Américas (Extremotec), o polo criado em dezembro de 2017 tem atuação voltada para as áreas de tecnologia da informação e economia criativa na capital paraibana, possui atualmente 88 empresas que se beneficiam do incentivo fiscal com a redução do ISS de 5% para 2%, e em breve terá novas ações que já estão sendo articuladas.  O Extremotec já atraiu players nacionais e internacionais para a cidade de João Pessoa, gerando novos empregos. Tem um potencial ainda maior, no diálogo e articulação com governo, academia e empresas com a construção de ações para o desenvolvimento do município e afiliados, gerando e melhorando serviços oferecidos para a sociedade.
Neste contexto, o Extremotec terá papel fundamental nas ações do Parque Tecnológico Horizontes de Inovação, construindo uma agenda conjunta objetivando o desenvolvimento sustentável das empresas de tecnologia e da economia criativa.

Quais as prioridades do setor?

TARCISIO FERREIRA – Podemos relacionar algumas prioridades: a criação de projetos para a captação de recursos financeiros para estimular as empresas na concepção de novos produtos; qualificação da mão de obra empregada; colaboração à propostas para cursos de curta duração visando a formação de profissionais que suprirão as vagas existentes no mercado de TIC na Paraíba; estimular a parceria entre as empresas e instituições de pesquisa e inovação, entre outras.

QUEM É – TARCISIO FERREIEA GRILO JUNIOR é Presidente da Sociedade dos Usuários de Tecnologia da Paraíba – SUCESU PB, também Presidente do Comitê Gestor do Polo Paraíba Digital e Diretor de Fomento e Competitividade da Secretaria de Ciência e Tecnologia da Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Fonte: Walter Santos – WSCOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *