Esportes

Mbappé critica carências do PSG e defende Messi: “Não teve o respeito que merecia na França”

Kylian Mbappé voltou a movimentar o noticiário esportivo internacional. Em entrevista ao diário italiano “Gazzetta dello Sport”, o atacante afirmou novamente que não pediu para ser negociado com o Real Madrid. E que apesar de não ter discutido a sua renovação de contrato, que vai até junho de 2024 com o PSG, está contente em jogar pelo clube. Esta semana ele formalizou o seu desejo de não ativar a renovação por mais uma temporada prevista em seu contrato com o Paris Saint-Germain.

– Não pedi nem para ser vendido, nem para ir ao Real Madrid. Apenas confirmei que não quero ativar o ano adicional no contrato. Nunca falamos em renovar, mas estou feliz em ficar na próxima temporada – afirmou.

Ao fazer um balanço da temporada do PSG, o jogador destacou que o time precisa evoluir para conquistar grandes títulos na Europa.

– Sabíamos que havia carências que cedo ou tarde você paga. É preciso aprender com os erros de cada temporada, para não repeti-los toda vez. Individualmente me mantenho em alto nível. Quero continuar progredindo para estar sempre no topo – afirmou, Mbappé.

Messi e Mbappé, Argentina x França — Foto: Reuters

Messi e Mbappé, Argentina x França — Foto: Reuters

Em uma das partes mais impactantes da entrevista, o atacante também não economizou elogios ao argentino Lionel Messi, ex-companheiro de PSG e atualmente no Inter Miami, dos Estados Unidos.

– Estamos falando de potencialmente o melhor jogador da história do futebol. Nunca é uma boa notícia quando alguém como Messi se vai. Não entendo muito bem porque tantas pessoas ficaram aliviadas com a saída dele. Não teve o respeito que merecia na França. É uma pena – destacou.

O Real Madrid é visto, no momento, como o único possível destino de Mbappé. O time espanhol mudou a estratégia no mercado para a próxima temporada após a saída de Benzema.

O clube se vê obrigado em gastar muito por um atacante goleador, algo que era desejo de Ancelotti antes mesmo da transferência do camisa 9 para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

Fonte: GE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.