Mais de 113 mil pessoas podem ser afetadas com a falta de água da Barragem São Salvador, diz Juscelino do Peixe

As cidades de Sapé, Mari, Sobrado, Mulungu, Caldas Brandão e Gurinhém são abastecidas pela água que vem da Barragem São Salvador que fica na cidade de Sapé e vem passando por graves problemas, que vai do baixo nível de água e uso irresponsável para irrigação de cana de açúcar.

O secretário Juscelino do Peixe disse ter certeza que o governador João Azevedo, juntamente com todos os órgãos do estado não irá poupar esforços para garantir água na torneira das família de Sapé e região.

Durante a manhã de hoje (23), a Câmara municipal de Sapé realizou uma audiência pública para debater os problemas relacionados ao abastecimento hídrico de toda a região, onde contou com a presença de representantes de todas as cidades que utilizam das águas do manancial de Sapé, porém, para a surpresa de muitos, nenhum representante do governo municipal de Sapé se fez presente.

A prefeitura de Sapé foi convidada e mais 5 secretarias, inclusive a do meio ambiente, para dialogar os problemas, porém não se fez presente e não enviou nenhum representante para a audiência pública.

Precisamos unir forças, independente de bandeira partidária, pois são mais de 113 mil pessoas que dependem dessas águas, e a união de cada cidade é de extrema importância nesse momento.

Juscelino do Peixe, Sec de Pesca da Paraíba

Estava presente na audiência, representantes da Cagepa, AESA, Secretária de Pesca do Estado, Secretária de Recursos Hídricos do Estado, Polícia Militar, além de vereadores das cidades de Mari, Sobrado, Mulungu e Gurinhem.

A audiência pública foi solicitada pela vereadora Teresinha do Peixe, que além do abastecimento hídrico, lembrou das dificuldades que os pescadores vem enfrentando devido ao baixo nível de água na barragem, atingindo diretamente a produção de peixe e camarão e reduzindo a economia de diversas famílias que tiram da pesca o seu sustento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *