Léo Moura cita perseguição do prefeito e alega falta de transparência da atual gestão “Mulungu hoje vive um museu de obras, é uma cidade que vive de maquiagem”

O vereador da cidade de Mulungu léo Moura concedeu uma entrevista na manhã desta terça-feira (07), na rádio Cultura FM de Guarabira, o parlamentar fez um balanço de suas ações e elencou seus principais requerimentos apresentados neste ano de 2021.

Moura que rompeu recentemente todo seu vínculo com a bancada de situação, mais precisamente com o prefeito Melquíades Nascimento, aproveitou para criticar com veemência a forma de administrar do atual gestor, que para ele, vem agindo com perseguição e prejudicando parte da população, “a comunidade do Jardim onde tenho reduto tem sido massacrada pelo gestor, estão perseguindo a comunidade para tentar me abalar mas estão abalando a população do Jardim que não tem culpa, o jardim votou massissamente no prefeito e em Léo Moura, apresentei um projeto para construção de uma praça, depois a obra foi paralisada, o posto de saúde do Jardim está fechado a mais de 1 ano onde foi pago mais de R$ 9mi de material de construção, em Cachoeirinha fiz uma homenagem numa praça e também foi paralisada”, disse.

Num futuro bem próximo, através do voto popular, vamos devolver Mulungu para quem é de Mulungu

Léo Moura

Ainda no decorrer da entrevista o vereador Léo moura pontuou seus motivos de tomar a decisão de romper politicamente com o prefeito, falou que se arrepende de ter o apoiado, “eu apoiei essa gestão, mas não iria concordar em ser um vereador de cabresto, um vereador que se o prefeito desejar o mau pra cidade ter que dizer sim, eu não, não vou vender minha dignidade a uma gestão que diz não ter compromisso com o povo, ajudei coloca-lo no poder e me arrependo, pois gratidão não é pra todo mundo, uma gestão sem transparência que faz um calçamento em Gravatá e não coloca uma placa divulgando o valor da obra, ninguém sabe que executa, quem ganhou a licitação”, colocou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *