Leilão do 5G foi maior certame de radiofrequência da América Latina

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse nesta sexta-feira (10) que o leilão do 5G foi um dos processos licitatórios mais importantes do governo federal e o “maior certame de radiofrequências da América Latina”. O ministro participou de encontro promovido pela Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint).

No leilão foram arrecadados R$ 47,2 bilhões. Segundo o ministério, do valor total, R$ 42 bilhões serão revertidos em investimentos para ampliar a conectividade em todo o país. 

A expansão do 4G deve beneficiar mais de 7,4 mil distritos, povoados ou comunidades e outras 391 sedes de municípios. Pelos acordos celebrados, 36 mil quilômetros (km) de rodovias federais devem receber o sinal de internet com alta velocidade.  

“O 5G chegará a todos os municípios brasileiros até 2029. E aquelas localidades que hoje têm pouca ou nenhuma conexão contarão com o padrão mínimo de quarta geração para redes móveis”, disse o ministro.

Monitoramento 

O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Vicente Aquino disse que a agência vai verificar se as operadoras vencedoras estão cumprindo as contrapartidas assumidas no leilão, como levar conectividade às escolas públicas e para a Amazônia, no âmbito do programa Norte Conectado.

Segundo Aquino, para fazer o monitoramento das operadoras foram criados dois grupos de trabalho, o Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas (Gape) e o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *