GeralNewsPolicial

Justiça manda prender padre Egídio e mais duas ex-diretoras do Hospital Padre Zé

Equipes do Gaeco e da Polícia Civil realizam hoje a segunda fase da operação que apura irregularidades na gestão do Hospital Padre Zé, em João Pessoa. Estão sendo cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão.

Um dos mandados tem como alvo o padre Egídio de Carvalho Neto, ex-diretor da unidade. Ele já vinha sendo investigado desde a primeira fase.

Os outros alvos dos mandados de prisão são a ex-tesoureira da instituição Amanda Duarte, e a ex-diretora administrativa Jannyne Dantas.

A determinação foi do desembargador Ricardo Vital, do Tribunal de Justiça da Paraíba. O pedido inicialmente havia sido negado pelo juiz da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, mas o Gaeco recorreu da decisão.

Um levantamento feito pelo Blog Conversa Política, do Jornal da Paraíba, mostra que somente nos últimos 5 anos foram R$ 290 milhões em emendas e programas direcionados ao hospital e também ao trabalho de assistência social desenvolvido.

A defesa do padre Egídio de Carvalho tem afirmado que ele está disposto a colaborar com as investigações e nega o envolvimento dele com irregularidades.

Jornal da Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.