GURINHÉM: Vereadores de oposição lamentam desorganização e cobram ações do executivo

Na última quarta-feira (20), os vereadores que integram a bancada de oposição do município de Gurinhém, concederam uma entrevista ao Jornal da Cultura na Rádio Cultura FM de Guarabira. Foram inúmeras cobranças elencadas pela bancada onde segundo eles, a população vem sofrendo constantemente com a falta de ações e até mesmo da ausência do gestor Tarcísio Saulo.

O vereador Dênis (PL) em suas colocações cobrou do executivo a falta de transportes para os universitários, segundo o parlamentar municipal, os estudantes estão tendo que pegar carona no município vizinho, sendo que a gestão dispõe de ônibus escolar, “vim aqui falar de alguns pontos em que a gestão está deixando a desejar, primeiramente a questão dos transportes onde os universitários não tem direito ao transporte, tem vários ônibus e não sei o que acontece nessa atual gestão, os universitários estão indo no ônibus da cidade vizinha, os pais desses alunos já foram até o ministério público, faço um apelo ao secretário de transportes e ao prefeito que reveja essa situação”, pontuou Dênis que aproveitou a ocasião para também cobrar o poço da comunidade de Boqueirão que o prefeito prometeu consertar em janeiro e até agora nem o mato capinou.

O prefeito está levando água no caminhão pipa apenas nas casas de eleitores dele, recebi diversas reclamações da população

Dênis

Já o vereador Márcio (MDB) concentrou sua fala em cobrar o executivo melhorias na saúde do município, na ocasião foi solicitado a reabertura da farmácia básica que segundo Márcio funcionava na gestão passada e foi fechada na atual, “a situação de Gurinhém é muito precária, na comunidade de Boqueirão tinha uma farmácia básica que funcionava normalmente e no início da atual gestão foi fechada, coloquei o requerimento que foi aprovado por unanimidade e até hoje o prefeito não tomou providência, não tem medicamentos e quando o povo tem que se deslocar para a cidade pagando passagem, também não encontra o medicamento, no sítio Uruçú tinha um posto âncora funcionando e hoje encontra-se abandonado” frisou o vereador que fez na sequencia o pedido a secretária de saúde, atendimento médico que agora só a cada 15 dias.

Temos uma secretaria de esportes inoperante, serve apenas para o prefeito pagar aliados dele

Márcio

O vereador mais experiente da bancada Acássio (MDB) que está em seu terceiro mandato, não poupou críticas a gestão atual principalmente no tocante a questão da ausência do gestor no município, “o povo de Gurinhém vem convivendo com uma situação muito complicada, estão muito carente com a necessidade da presença do prefeito, acho que está na hora da população rever e não dá a oportunidade a esse povo que não mora na cidade, ele não tem diálogo nem com os vereadores de situação, imagina com os de oposição”, disse Acássio que também encarou com estranheza o fato do prefeito passar por um processo cirúrgico, se ausentar do cargo e não aceitar que o seu vice assumisse como é de praxe.

O povo de Gurinhém tá cansado de pegar carro até Itabaiana para tomar uma injeção

Acássio

Quem também participou da entrevista foi o candidato a vice prefeito na eleição passada Rosinaldo Bezerra, ele que é professor, afirmou que o prefeito mente quando faz promessas a classe de educadores, “eu fico perguntando aos professores o que o gestor tem contra essa classe, quando ele vai pra tribuna elogia demais a classe quando na verdade não é o que ele está pregando, prefeito deixe de mentir e fale a verdade, prometeu a questão dos precatórios aos professores, prometeu a revisão do plano de cargo e carreira e nada fez”, disse. A entrevista contou com dezenas de participações de populares de Gurinhém tanto da zona urbana quanto rural, foras várias denúncias e cobranças ao executivo, a repercussão foi imediata onde no dia seguinte a secretária de educação de Gurinhém, convocou os estudantes universitários para uma reunião com o objetivo de tratar a volta do transporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *