Falta de médicos e remédios no hospital de Sapé vira rotina na nova gestão

A cidade de Sapé, na zona da mata paraibana, está vivendo momentos difíceis com a administração municipal. Em apenas 5 meses de gestão o prefeito Major Sidnei (podemos) já é alvo de diversas denúncias, desde atraso de salários dos servidores, funcionários fantasmas, a até secretariado ficha suja.

Em pleno domingo (09) o hospital Sá Andrade não possui nenhum médico de plantão para atender a população, e falta diversos medicamentos para procedimentos simples, e a população já está sofrendo com todo este descaso.

Dentre os medicamentos, o hospital não possui dipirona, dexametasona, diazepam, buscopam, voltarem, furosemida entre outros.

Familiares de pacientes internados, denunciaram a nossa equipe que funcionários do hospital Sá Andrade, pediram para eles comprarem os medicamentos, pois, o hospital não possuía.

Uma das diversas promessas do prefeito Major Sidnei era modernizar e mudar a realidade do hospital da cidade, que atende toda a região circunvizinha, mas a realidade que a cidade está vendo é que a mudança está sendo para pior, são diversos descasos na saúde do município, falta de medicamentos, falta médicos, falta salário, e tudo isso em apenas 5 meses de gestão.

Acompanhe um vídeo divulgado nas redes sociais de um relato de sofrimento por falta de atendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *