Conta de luz ainda precisa subir mais 27% para cobrir rombo, diz estudo

Mesmo com o aumento da taxa extra cobrada na conta de luz dos brasileiros, o valor total arrecadado não será suficiente para cobrir as despesas adicionais com geração de energia elétrica. Segundo cálculos da consultoria MegaWhat, ainda haverá um rombo de R$ 5 bilhões. Em agosto, o governo criou uma nova bandeira tarifária, chamada de bandeira de escassez hídrica. Com ela, há uma cobrança de R$ 14,20 por 100 kWh consumidos. De acordo com a consultoria, apesar de a arrecadação estimada com a nova taxa girar em torno de R$ 24,03 bilhões, os gastos a mais causados pela escassez de chuvas no país devem ser de cerca de R$ 29 bilhões. RELACIONADAS Ela cursou medicina com ajuda da ven… – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2021/09/19/rombo-conta-de-luz.htm?cmpid=copiaecola

Risco pela falta de chuvas

Para Ana Carla Petti, presidente da MegaWhat, o gasto com o chamado risco hidrológico é o que mais impacta nesse número, chegando a aproximadamente R$ 20 bilhões. “As hidrelétricas têm uma expectativa de geração média de energia em um ano. Mas a geração, em si, acaba variando, por depender dos fenômenos climáticos [chuvas]. Se ela é variável, existe o risco de gerar muito menos energia do que o esperado. Quando isso acontece, as hidrelétricas precisam cobrir esse déficit comprando energia de alguém. Esses são os gastos com o risco hidrológico”, disse.

Fonte: Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *