Caos na saúde de Sapé: CRM PB constata falta de medicamentos e superlotação no Hospital Sá Andrade

Em vistoria ao Hospital Regional Dr Sá Andrade na cidade de Sapé, o Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM PB) constata diversas irregularidades que vai da falta de medicamentos até superlotação de pacientes na área vermelha.

Conforme o relatório de fiscalização, faltam materiais e medicamentos essenciais para o atendimento de urgências, há superlotação e permanência de pacientes graves em sala vermelha, além de problemas no setor de radiografia.

A vistoria foi realizada por solicitação do Ministério Público da Paraíba para verificação de fluxo de atendimento e disponibilidade de materiais, medicamentos e insumos hospitalares.

No momento da vistoria, o setor de pronto-atendimento estava moderadamente cheio, a sala vermelha com superlotação, com pacientes internados aguardando regulação de vagas para leito em UTI, para tomografia e para avaliação neurológica. A sala de radiografia conta com um equipamento antigo, com limitação de realização de alguns exames, o avental plumbífero com aspectos deteriorado, além de estar faltando filme para radiografia de tórax.

A equipe do CRM-PB também observou que no hospital faltam medicamentos básicos e seringas. A escala médica de plantonistas (três diurnos e dois noturnos) estava completa, mas não há escala de médico diarista. O relatório do CRM-PB foi enviado à direção do hospital, ao gestor municipal, à Promotoria de Justiça de Sapé, à Vigilância Sanitária e ao Conselho Regional de Técnicos em Radiologia.

2 thoughts on “Caos na saúde de Sapé: CRM PB constata falta de medicamentos e superlotação no Hospital Sá Andrade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *