5G deve chegar a Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre nesta sexta (29)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) afirmou à CNN que Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS) atendem aos requisitos necessários para a implementação da faixa de 3,5 GHz, conhecida como o 5G “puro”, e devem receber a tecnologia a partir desta sexta-feira (29).

No início de julho, o Ministérios das Comunicações e a Anatel anunciaram que a cidade de São Paulo também receberia a frequência junto às outras capitais. Porém, isso não acontecerá neste momento, segundo o conselheiro da Anatel e presidente do grupo responsável por acompanhar a implementação do 5G no Brasil, Moisés Moreira

A justificativa, conforme Moreira, é que a capital paulista “ainda não cumpriu as condições necessárias que consistem no início das atividades”.

“As exigências estão associadas à migração das parabólicas para a banda Ku (campanha de comunicação e distribuição de kits); na conclusão das atividades relacionadas à desocupação da faixa de 3.625 MHz a 3.700 MHz; e à mitigação de interferência na faixa de 3.700 MHZ a 4.200 MHz”, afirma o conselheiro.

Está prevista para esta quarta-feira (27) uma reunião extraordinária do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi). Na ocasião, os integrantes vão deliberar sobre a autorização para as cidades.

A expectativa, segundo Moisés, é de que as três — Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre — recebam a aprovação.

Brasília foi a primeira cidade brasileira a receber a tecnologia “full 5G”, em 6 de julho de 2022. Segundo a Anatel, 391 municípios ainda não possuem cobertura 4G, o que equivale a 7% das cidades do país.

Mesmo assim, o planejamento é que todas as capitais recebam a frequência até o dia 29 de setembro. Para os municípios que possuem população igual ou superior a 500 mil habitantes, a previsão de liberação é a partir de 1º de janeiro de 2023.

Moisés explica que a ordem de execução para as liberações do 5G pela Anatel segue critérios técnicos e logísticos. “Dessa forma, não há previsão de atendimento de nenhuma outra capital até o momento”, afirma.

Fonte: CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.